Lista de Palestrantes

PASTRANTES

Representante ANP. Aderson Júnior        Confirmado

Representante LASPER Wesley Santana  Confirmado

Representante SICME. José Ferraz.          Confirmado

Representante  UFT   Márcio da Silveira  Confirmado

Aldo Biodiesel Aldo M. da Silva                   Confirmado

Representante da Embrapa.                        Confirmado

Representante SINDALCOOL.                    À Confirmar

Cidinho(ex pref. De N. Marilândia)             À confirmar

PARCEIROS Continue lendo

Cronogramas e Informações

PRIMEIRO DIA 29/06

Inscrição apartir das 07h45min

Abertura.

Palestras.

Temas.

Visita ao campo.

SEGUNDO DIA 30/06

Abertura 08h00min

Palestras.

Visita à usina.

Encerramento.

Incluso. Almoços, Coffee Break`s, e material informativo.

            O objetivo do evento é demonstrar através dos campos implantados nas usinas que é viável e possível produzir etanol na entressafra, além de propagar informações e conhecimento sobre o tema. Evidenciar que é perfeitamente possível inserir a agricultura familiar no sistema agroindustrial, também tornar a agricultura familiar sustentável, comprovar viabilidade da produção de etanol, álcool e subprodutos, provindas da batata doce industrial, para tanto o evento contará com especialistas nas áreas, onde será possível entender mais sobre alguns assuntos como:

Mercado sucroalcooleiro.

Batatas industriais geneticamente melhoradas.

Energia renovável.

Subproduto e processo da batata para produção de etanol.

Regulação e qualidade do etanol.

Tecnologia Usina Flex.

Agricultura Familiar.

Dia de campo.

Adaptação e benefícios da batata doce industrial na região e no Brasil.

Entre outros

Valores e Informações

Teremos dois tipos de convites:

Convite convencional: 150,00 valor para os dois dias.

Poderá assistir à todas as palestras.

Participar do dia de campo

Visitar a usina flex.

Almoço e coffee Break inclusos

Convite Vip: 1100,00

Poderá assistir à todas as palestras.

Participar do dia de campo

Visitar a usina flex.

Almoço e Coffee Break inclusos

Mesa redonda com os palestrantes em horário exclusivo e restrito para o grupo.

Verificação do processo do etanol de batata doce industrial ao vivo.

Explicação exclusiva sobre o projeto num todo da usina Flex.

LOCAL.

Pesqueiro Piracema. Próximo a UNEMAT. Tangará da Serra – MT

 CONTATO. Vilma

aldobiodiesel.vilma@gmail.com

+55-65-9911-3210

Vantagens da Batata Doce para a produção de etanol.

Ciclo de produção curto, dependendo da variedade, pode ser colhida com 4 meses após o plantio.

Pode envolver a agricultura familiar, a produção pode ser comprada 60,00 a T, com lucro para o pequeno produtor.

Aceita ampla variedade de tipos de solos.

Ótima para a rotação de cultura nos canaviais.

Resistentes a pragas e doenças.

Alta variabilidade genética.

Praticidade no plantio e colheita mecanizada.

Baixo custo de plantio e colheita, comparada a cana, 1650,00 / T.

Com as batatas industriais, ela atingiu mais de 100 T /He em MT.

Suporta até 2 meses após a colheita.

Valor agregado dos sub produto com altíssima rentabilidade, como alcool fino, ração animal.

Sem geração de resíduos e queimadas, ecológicamente correta.

Pode ser produzida em qualquer lugar do Brasil.

BIOTGA 2012, FÓRUM DE BATATA DOCE INDUSTRIAL PARA ETANOL E DERIVADOS

O evento Biotga 2012, tem a grande missão de mostrar para o mundo a viabilidade do etanol tendo como fonte de matéria prima a batata doce.

As batatas doces são variedades genéticamante melhoradas, que passaram por um estudo de mais de 10 anos, e desenvolvidas pelo professor e doutor Márcio da Silveira, Universidade Federal de Tocantins. Em Tocantins algumas variedades chegaram a produzir 65 toneladas por hectare, com dados científicamente comprovados.

Os primeiros campos demonstrativos implantados nas usinas Itamarati e Coprodia, vem com expectativa de ultrapassar a produção obtida em Tocantins, devido as condições de solo e clima serem melhores na região.

A tecnologia utilizada para o processo da matéria, são usinas projetadas pela empresa Aldo Biodiesel. Utiliza-se no processo coluna em rota zigue-zaque patenteada pela mesma, tecnologia que é 100% brasileira. Este coluna proporciona em apenas uma destilação, etanol etílico e alcool fino.